Sua Empresa Cuida de Suas Finanças?

Concordo que pode parecer uma pergunta estranha ou mal formulada, num primeiro momento…
Dias atrás, palestrei numa empresa do norte do Brasil e fiquei encantado com o entusiasmo e comprometimento das pessoas que ali trabalham. Para que você tenha uma ideia deste entusiasmo, desde o motorista que me buscou no aeroporto num domingo a tarde, até o coordenador da Sipat, passando por seus assistentes, todos, todos mesmo, estavam tão comprometimentos e motivados que trabalhavam num domingo tarde da noite com toda o pique de uma terça-feira de manhã.


Mas uma coisa me perturbou: estavam todos felizes mas, também, todos duros. Isso mesmo, as conversas que escutei nos dois dias que passei por lá, foram muito parecidas entre todos os funcionários, estavam longe da data do pagamento e todos já estava sem dinheiro. Então, me ocorreu o seguinte… Já que a escola não educa sobre finanças pessoais e as famílias também não, será que já não é tempo de a empresa ajudar seu pessoal com esta tarefa?

Vivemos numa sociedade onde o estímulo ao consumo é muito alto e o crédito está cada dia mais fácil e farto. Estamos criando uma nação de endividados e me preocupa o futuro das pessoas que irão se aposentar algum dia e o pior, o país está cada dia mais “idoso”, cada vez mais, as pessoas vivem mais e cada vez mais, nascem menos bebês que irão sustentar os aposentados do futuro. Fator complicador: todos os meses o buraco da previdência cresce.

Claro que algumas empresas, principalmente as maiores, além do salário e benefícios, já prevêem em seus programas de pessoal, uma previdência privada. Outras ajudam o funcionário com empréstimos do tipo, crédito consignado com débito em folha etc. Mas isso não resolve. Apenas adia o problema. Se a pessoa não sabe cuidar de suas finanças, não adianta nada disso, pois até mesmo na aposentadoria, vai estar endividada ou na melhor das hipóteses, não gozará de uma velhice tranquila, porque a aposentadoria não será suficiente para mantê-la.
Causa disso: falta de planejamento para o futuro. Mas a boa nova, é que planejando, se consegue um futuro financeiro brilhante.
Vamos levar esta discussão à frente? Vamos ajudar empresas a ajudarem pessoas?
Converse sobre o tema em sua empresa, instigue seus colegas a falarem sobre esta área de duas vidas. De minha parte, tenho um objetivo de longo prazo; ajudar a formar mais 50.000 milionários neste país nos próximos 20 anos. E que estes doem partes de suas rendas para causas nobres. Já pensou que país mais justo teremos?
Torço e trabalho para que o tema dinheiro, seja tão valorizado e trabalhado nas empresas como é vendas, motivação e liderança. Chegaremos lá!!!

Um abraço e + $ucesso para você.

Junior Portare
www.JuniorPortare.com.br